Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Venceu o Covid-19 e comemorou tomando uma gelada

Compartilhe:
eb820fad-7e5d-4a80-8032-fd0f79910c20

Aos 51 anos, Reni Antônio Padilha de Abreu venceu a covid-19 após 18 dias internado, sendo 10 intubado, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), em Curitiba. Ele solicitou um refrigerante e uma cerveja para comemorar a própria vida, o que foi autorizado pela equipe médica desde que a bebida do paciente fosse sem álcool.


“Agradeço demais. Foi a melhor forma de resumir que estou vivo. Quando senti a cerveja e a coca descendo ao invés de água, a gente percebe que está vivo. Tem coisa tão simples para a gente fazer e que deixa para amanhã. Faça hoje mesmo o que tem para fazer, principalmente com a família. A vida é um piscar de olhos”, disse Reni ao gravar o vídeo, emocionado, após a celebração.

De acordo com o hospital, Reni teve acompanhamento da nutrição e de fonoaudiologia antes de ter a dieta via oral liberada. Todos os pacientes que ficam internados na UTI passam por esse processo de avaliação constante para conferir a evolução pós-covid.

“Temos o hábito de perguntar ao paciente qual desejo de se alimentar no primeiro momento. Vemos como um ato de humanização com a vontade do paciente”, explica a nutricionista do HNSG, Maria Inez Fuentes.

Segundo ela, é de praxe que todos os pacientes internados por covid-19 matem a vontade na primeira refeição. “Cada paciente tem seu desejo. Tivemos paciente que pediu chocolate, outro frango com polenta… Procuramos respeitar, sempre dando amor e carinho”, finaliza ela.

Deixe seu comentário: