Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Apesar da flexibilização do uso de máscaras, pandemia ainda inspira cuidados

Compartilhe:
gettyimages-1265550060-1600x1068

 

Após o Governo do Paraná decretar a desobrigatoriedade em relação ao uso de máscaras em ambientes abertos do estado – na quarta-feira (16) – a Secretaria Estadual da Saúde divulgou nesta quinta-feira (17) mais 3.106 casos e 21 mortes causadas pelo novo coronavírus. Os números não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 2.381.665 casos e 42.531 mortos pela doença. De acordo com o boletim, 84 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. Há outros 552 pacientes internados que aguardam resultados de exames e são considerados casos suspeitos de infecção pelo coronavírus. As mortes registradas correspondem ao óbito de 6 mulheres e 15 homens, com idades que variam entre 42 e 98 anos. As mortes ocorreram entre 13 de junho de 2021 e 17 de março de 2022.

FLEXIBILIZAÇÃO – O decreto que flexibiliza o uso de máscaras, para adultos, continua obrigatório apenas em locais fechados (eventos, transporte público, trabalho ou comércio). Para crianças menores de 12 anos, o uso fica liberado qualquer ambiente. Ainda segundo o decreto, fica obrigatório, em ambientes abertos e fechados, o uso de máscara facial para pessoas que apresentarem sintomas de Covid-19.

Apesar do último boletim, segundo a Secretaria de Saúde  os números relacionados à pandemia permanecem em queda, o que justifica a medida de flexibilização e pode até a fazer com que a comissão técnica da pasta analise a hipótese de desobrigatoriedade do uso de máscaras, também, para locais fechados.

O projeto que derruba a obrigatoriedade do uso de máscaras foi aprovado na manhã de quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), com menos de 24 horas de discussões. O projeto seguiu, na sequência, para sanção do governador Ratinho Júnior (PSD). De acordo com informações do governo, nos próximos dias serão publicadas resoluções detalhando o uso de máscaras em locais específicos, como academias e igrejas.

 

Deixe seu comentário: